IPVA – Restituição de valores em caso de furto/roubo ou perda total

Todo ano é devido o IPVA – imposto que é pago sob a justificativa de arrecadação de recursos para manutenção e construção de vias de trânsito, e por esta razão, devida por todo e qualquer proprietário de um veículo.

E como é conhecimento da grande maioria, sempre que adquirimos um veículo 0km no decorrer do ano, é realizado o pagamento proporcional aos meses ainda restantes até o final do ano, ou seja, não é devido o valor total do imposto.

Mas o que poucas pessoas sabem, é que idêntico tratamento é dado em casos de roubo, furto ou perda total de seu veículo. Sendo assim, caso uma destas três situações ocorra com você, cabe restituição do valor proporcional aos meses que o veículo deixou de ser de sua propriedade, nos casos em que já quitado o valor total do imposto.

Por exemplo: você pagou seu IPVA e em junho seu carro é roubado. Você não consegue recuperá-lo, ou seja, não poderá transitar com seu veículo. Sendo assim, o imposto que você pagou referia-se ao período de 12 meses, mas infelizmente você só transitou com seu veículo nos primeiros 06. Diante desta fatalidade, você poderá buscar a restituição do valor do imposto pago na proporção dos 6 meses (julho a dezembro).ipva

E qual seria este valor? É muito simples de apurar o valor que deverá lhe ser restituído. Basta verificar o valor total do imposto pago, dividir por 12 e multiplicar pelos meses que você não tem mais o veículo. No caso do nosso exemplo, multiplicar por 6. Pronto, esse é o valor que você será reembolsado.

E qual o procedimento para buscar esse ressarcimento?

O primeiro passo é registrar a Ocorrência Policial do roubo ou furto, ou então, realizar a baixa do veículo junto ao DETRAN, em caso de perda total.

Feito isso, acesse o site da Fazenda Estadual de seu Estado, lá você encontrará o formulário que deve ser preenchido. Aqui no RS, o site é http://www.sefaz.rs.gov.br . Preenchido o formulário, você deverá entregar em uma das Delegacias da Fazenda Estadual, o formulário preenchido, cópia do documento do veículo, comprovante de pagamento do IPVA, e boletim de ocorrência ou certidão de baixa junto ao DETRAN.

A Fazenda Estadual verificará os documentos e, observados todos os procedimentos, realizará o crédito em conta bancária indicada por você no pedido encaminhado.

Cabe lembrar que você tem até 5 anos para realizar o pedido de restituição.            

Anúncios

99 comentários sobre “IPVA – Restituição de valores em caso de furto/roubo ou perda total

  1. Olá, Boa Tarde,

    Sofri um acidente dia 05/fev e meu carro deu pt, e a seguradora quando pagou a indenizacao agr em março descontou o ipva referente ao exercicio 2015 alegando ser devido pois o final da placa era 3. como devo proceder??

    grato

    1. Bom Dia!
      Primeiro verifique com a seguradora se foi feito pagamento integral do valor do IPVA ou somente referente os dois meses de 2015. Você deverá encaminhar junto a Delegacias da Fazenda Estadual, o formulário preenchido, cópia do documento do veículo, comprovante de pagamento do IPVA, e certidão de baixa do veículo junto ao DETRAN para requerer a devolução parcial do valor pago de IPVA.

      1. Cara Fernanda Passini.
        Boa noite
        Vi na internet, que se a seguradora optar pagar como “indenização integral”, ela não é obrigada a dar baixa nos documentos, mas e se eu der baixa dos documentos antes de entregar para a seguradora, ela pode não pagar a indenização?
        Grato Eder.

        1. Boa Tarde!

          Cada seguradora tem um procedimento. Caso eles não baixem, questione o porque e se você pode proceder.
          Caso lhe afirmem que será caso de negativa de indenização, busque saber as razões.
          Sempre por escrito, para que possa buscar judicialmente seu direito, seja de restituição do tributo ou de cobrança judicial da indenização.
          Como os processos demandam de tempo, oriento a cumprir as exigências da seguradora e posteriormente busca na via judicial seu direito.

  2. Gostaria de saber se no caso de perda total do veículo, ao invés de restituição, eu poderia transferir os créditos do IPVA para outro carro e pagar a diferença, se for o caso.

  3. oi , tudo bem?
    Sofri uma colisão em março e deu perda totoal d meu veiculo, a seguradora pagou a indenização, até ai ok. Ocorre que eu ja havia pago o Ipva integral e então tive a informação que poderia ser resgatado o valo dos meses seguinte, pois bem eu fui me informar junto a secretaria e me disseram que nao temos direiro,
    Vc poderia me ajudar a esclarecer melhor, no site esta dizendo que sim, eles dizem que não. O que devo fazer? Obrigada

  4. Olá Bom dia! Meu esposo sofreu acidente de moto e deu PT em 2010, mas o IPVA continua sendo cobrado e foi parar no CADIN, estou pagando, 2011,2012,2013, 2014 e 2015, para bloquear é necessário estar em dia com os impostos, nesse caso tenho direito de restituição ainda? sou de Campinas SP. Obrigada!!!!

    1. Bom Dia! Mantevesse a cobrança do imposto porque o encaminhamento da baixa da moto não foi encaminhado ao DETRAN, correto?
      Em virtude disso, a restituição somente será viável pela via judicial e de acordo com o entendimento dos juízes do seu Estado. Oriento que procure um profissional habilitado para verificar a possibilidades de sucesso de uma demanda nesses termos.

  5. Boa tarde!!!!
    Meu esposo sofreu um acidente e o carro deu PT, como devo solicitar a restituição do IPVA??? Está tudo ok com os documentos.

  6. MEU CARRO FOI ROUBADO E OS MELIANTES BATERAM DANDO PERDA TOTAL, ISTO OCORREU DIA 08/01/16 – DEI A BAIXA DO VEICULO JUNTO AO DETRAN, MESMO ASSIM O SEGURO ESTA ME COBRANDO O IPVA 2016. COMO DEVO PROCEDER???

    SILVIA DE ARAÚJO

  7. Oi Fernanda, pergunta parecida com a anterior. Tivemos perda total no dia 02/01, IPVA de 2016 já havia sido pago no RS. Encaminhamos a transferência dos documentos para a seguradora e recebemos o pagamento do seguro em forma de “Indenização Integral”. Como proceder a baixa junto ao Detran se é o proprietário do veículo quem deve fazer e os documentos do veículo agora estão com a seguradora?

  8. Boa tarde meu nome é Vera sou de São Paulo capital, tive uma colisão em 07/01/2016 a seguradora descontou da minha indenização o valor total do IPVA e não proporcional como eu imaginava ser, foi dado baixa gravame como faço para receber ressarcimentos do valor pago.

  9. Bom dia,

    Sou do Rio de Janeiro e tive um sinistro de indenização integral com 3 semanas de uso. A seguradora disse que só iria efetivar a indenização se o IPVA Integral estivesse pago. Pois bem, fiz o pagamento é recebi a indenização. Até aí tudo bem. Fui na SEFAZ, levei a documentação de restituição com formulário e etc para a SEFAZ e lá fui informado que a seguradora não deu baixa no chassi do carro. Andei pesquisando sobre isso e verifiquei que as seguradoras colocam os veículos em leilão mesmo tendo perda total. Estou tentando acordo a dias sem sucesso. Estou pensando em ajuizar uma ação contra a seguradora. Ou seja, usei o carro 3 semanas, paguei o IPVA do ano inteiro( comprei o veículo em janeiro) e já estou com outro e terei que pagar IPVA de novo! Como devo proceder?

  10. Bom dia Fernanda.
    Em janeiro deste ano paguei o IPVA integral e na sequencia meu carro deu perda total. Dei baixa na documentação no Detran, mas na Secretaria da Fazenda me disseram que em São Paulo não há a restituição do IPVA pago por perda. Onde posso ir para ter este IPVA restituído?
    Obrigada

    Ione Sivah

    1. Bom Dia!
      O IPVA é um tributo estadual, então no seu caso somente verificando a possibilidade de ressarcimento pela via judicial.
      Lhe oriento a buscar um colega do Estado de São Paulo para que verifique seu caso.

  11. Boa tarde
    Sofri um acidente em outubro/2015 no qual o veículos deu PT, veículo era segurado mas a seguradora negou o pagamento, agora em 2016 depois de ir a justiça foi se feito um acordo, mas a mesma alega que tenho que efetua o pagamento de IPVA deste ano. É verídico que tenho que está pagando este IPVA já que o veículo não estava em circulação?

    1. É sim possível, a menos que consiga dar baixa do chassi no Detran de forma retroativa – já que foi objeto de processo judicial.
      Se não for possível, o caminho seria recolher e posteriormente encaminhar pedido de reembolso ao Estado.

  12. Boa tarde!
    Tive meu carro (Tuckson 2012/13) roubado em abril/2016 e encaminhei a documentação para a Seguradora em maio, porém o valor do veículo na data do sinistro era de aproximadamente R$49.000,00, mas no dia que a Seguradora me enviou a relação de documentos exigidos, colocou que o valor a ser restituído seria de R$48.000,00, mas efetuaram o pagamento de apenas R$46.946,00, alegando ser este o valor da tabela FIPE naquela data, lembrando que o recibo de transferência do veículo foi preenchido no valor de R$48.000,00. Minha pergunta; isso esta correto ou deveria ter recebido R$48.000,00W

  13. Boa tarde!
    Tive meu carro (Tuckson 2012/13) roubado em abril/2016 e encaminhei a documentação para a Seguradora em maio, porém o valor do veículo na data do sinistro era de aproximadamente R$49.000,00, mas no dia que a Seguradora me enviou a relação de documentos exigidos, colocou que o valor a ser restituído seria de R$48.000,00, mas efetuaram o pagamento de apenas R$46.946,00, alegando ser este o valor da tabela FIPE naquela data, lembrando que o recibo de transferência do veículo foi preenchido no valor de R$48.000,00. Minha pergunta; isso esta correto ou deveria ter recebido R$48.000,00.

  14. Olá,
    Bateram no meu carro, acionei a minha seguradora e depois de 10 dias me informaram q deu perda total.
    A placa do meu carro termina em 7. Iria Pagar o ipva total em 26/09. Ou parcelado a partir desse mês 26/07, 26/08 e 26/09. Como deu perda total, tenho que arcar com esse ipva?
    Desde já agradeço. Aguardo retorno
    Sou de Salvador
    Daniela

    1. Olá!

      Você precisa fazer o comunicado da perda total e baixa do chassi no DETRAN, e assim eles já devem gerar a guia do IPVA proporcional ao meses do ano que seu veículo transitou.

    2. Olá Daniela. Você conseguiu resolver? Também sou de Salvador e estou com o mesmo problema. A seguradora quer que eu pague o IPVA do ano inteiro e o carro sofreu perda total em fevereiro.
      Isabela.

  15. Quando se vende um carro e compra outro na vigencia do IPVA pago existed possibilidade de compensacao?

    1. Bom dia!

      Não é possível a compensação, pois o tributo é sobre o veículo. E como esse permanecerá transitando, o valor do IPVA de um carro não pode ser compensado em outro automóvel.

  16. sou de são paulo tive batida de carro perda total dia 03/01/2016 fui no poupa tempo secretaria da fazenda disse que não tenho direito de reembolso isso verdade pois acho injusto pagar 2.100 reais de um carro que não circular mais…

  17. Sofri um acidente dia 01/01/2017 às 17:20 HS. E de perda total, a indenização é integral a seguradora não quer liberar o pagamento do do meu seguro, alegam que tenho de pagar o IPVA total para liberação do dinheiro, isso é correto.
    Obrigado

    1. Boa Tarde!
      Infelizmente essa é a conduta padrão das seguradoras. Verifique com profissional de sua região se viável afastar essa exigência pela via judicial, de acordo com o entendimento dos juízes da sua comarca.

  18. Bom dia Fernanda!

    Bati o carro há 3 anos atrás dando perda total do veículo. Como o mesmo era alienado pelo banco, não consegui dar baixa no veículo até quitação integral do débito (coisa que demorou a ocorrer). Hoje, sou cobrado por todos esses IPVAs atrasados pelo cartório daqui (moro no interior de SP).

    Qual seria a medida ideal a ser adotada para evitar o pagamento de todos esses IPVAs, uma vez que não utilizei o veículo?

    1. Bom dia!!
      Precisa ingressar com processo judicial requerendo a desconstituição do débito comprovando que não utilizou o veículo, ou seja, não transitou nas vias com o mesmo que a base da incidência do tributo.

      1. Bom dia Fernanda.

        Entendi que é preciso entrar com processo para desconstituição do débito, porém, o que fazer se o Detran/Ciretran não quer dar baixa no veículo por conta dos IPVA atrasados? Não deveriam negar, deveriam?

        1. Existindo débitos o DETRAN não vai baixar mesmo. Precisa primeiro ingressas com a ação. Precisa provar no processo, com boletim de ocorrência, relatório do sinistro da seguradora, e demais documentos que seu veiculo não transitou mais e que ocorreu perda total.

        2. Fernanda, visualizei aqui e fizeram o b.o, como acidente “médio” e não PT no carro. De todo jeito, o carro continua parado, sucateado e nunca mais foi utilizado.

          Esse “erro” no b.o. pode ocasionar algum problema?

  19. Boa tarde.

    Passei um veiculo financiado para meu primo e o mesmo deu PT no veiculo, sendo que ele nao deu baixa no detran e acumulando anos de IPVA, consigo entrar com algum recurso para nao pagar esses ipva atrasados e poder dar baixa no detran?

    1. Judicialmente pode tentar anular essa cobrança comprovando data do acidente(PT) com boletim de ocorrência, relatório do sinistro da seguradora, enfim, comprovar que não circulou com o veículo.

  20. Boa tarde, em 13-01-2017 capotei o carro e deu perda total tenho direito ao reembolso do IPVA tendo em vista que paguei ele total no dia 03-01-2017?

      1. OK, descontará 13 dias que utilizei o carro correto? Mas é de direito meu o reembolso? Porque liguei na Secretaria da Fazenda de SP e me disseram que só tenho direito em caso de roubo ou assalto e não no caso de capotamento.

  21. Mas e qd o carro é recuperado e a seguradora exige o pagamento total do ipva para liberar o valor da indenização?

      1. Fernanda. Aproveitando o gancho da Juliana…
        Sou do RS e o meu carro para mim deu PT , então na compra de outro carro terei que pagar IPVA, certo?
        Então, se a seguradora deu PT pra mim e forem recuperar o carro para eles venderem, o IPVA já q fui eu quem pagou, não posso ressarcir?

        1. Olá! De que Estado você é?
          Se você buscar a declaração de isenção de pagamento do tributo junto ao Governo do Estado diante da PT, talvez a seguradora dispense.
          Mas alerto que esse é o procedimento padrão. Em último caso faça todo o procedimento e posteriormente busca ressarcimento.

  22. Ocorreu um sinistro envolvendo meu veículo e um ônibus em 23/12/2015. Paguei o IPVA + LICENCIAMENTO em 24/01/2016 (achando que o veículo seria consertado pela Seguradora da empresa de ônibus). Acontece que a Seguradora da empresa de ônibus demorou muito para tomar as providencias, de modo que eu levei o veículo para minha própria seguradora (que constatou a perda total).

    Paguei a franquia, recebi a quantia segurada. Mas tive despesas durante o período que fiquei sem automóvel que decidi buscar judicialmente contra a empresa de ônibus .

    -Posso incluir “ressarcimento do IPVA e LICENCIAMENTO” no pedido de indenização por Danos Materiais? (pois paguei o IPVA depois do sinistro, mas antes de saber da perda total. Então paguei em vão.)

    -Ou deveria buscar o ressarcimento do IPVA diretamente com a minha seguradora?

    Ou ainda, seria possível pedir esse ressarcimento direto na secretaria de fazenda ? (a seguradora que ficou com o salvado apesar de eu ter pago o IPVA um pouco antes)

    Agradeço a atenção

  23. Meu marido bateu o carro é 31/12/2016 e a seguradora que que a gente pague o IPVA pra receber o seguro tenho que pagar

  24. boa noite , sou taxista na cidade de Poá SP meu ultimo carro foi roubado e estou comprando um carro ano 2012 com o IPVA ja pago , mas como taxista sou isento desse imposto ,sera q consigo o ressarcimento desse imposto até pq prometi para o antigo dono q tentaria ver se conseguiria devolver esse valor para ele.

  25. Ola, bati o carro em outubro/16 e foi constatado perda total. Paguei o IPVA de 2016 atrasado e mandei a documentação para o seguro em janeiro/17. Eles me falaram que eu teria que pagar o IPVA de 2017 por ter mandando a documentação depois do dia 31/12/2016. Tenho que pagar o IPVA sendo que nao transitei com o carro e foi dada perda total?

    1. Bom Dia!
      Como só encaminhaste documentação em 2017, ano que provavelmente foi dada a baixa do chassi no DETRAN, primeiro você precisa pagar o IPVA desse ano e depois pedir o reembolso.

  26. Fernanda boa noite.
    No dia 31/12/2016 meu irmão bateu meu carro, como não houve vitimas, não foi feito boletim de ocorrência. Como eu tinha seguro, acionei o mesmo e levaram meu carro para uma oficina. Fizemos o BO e como não sabia que tinha dado PT não falei nada para a policia. No dia 05/01/2017 fui informada que havia dado PT no carro, pois quebrou um eixo. Quando fiz o seguro não coloquei o nome no meu irmão no seguro, pois o mesmo não mora comigo e ele tem 24 anos. A seguradora abriu uma sindicância e começou minha dor de cabeça, pois o carro estava financiado, e eu tinha pago somente 3 parcelas, no dia 31/02/2017 me pediu para enviar o boleto de quitação, fiz o que me pediram e enviei. Porém o valor estava um pouco a mais do valor da tabela Fipe, no dia 08/02/2017 me enviaram outro email falando que eu teria que mandar um boleto com o valor da tabela fipe ou valor menor e que também eu devia arcar com as custas do IPVA que era de responsabilidade minha. Minha duvida, como vou pagar uma coisa que eu não usei? Desde o dia 31/12/2016 meu carro estava parado. Não sei mais o que fazer, pois no momento não tenho do dinheiro para fazer o pagamento total, e não tem como eu dar baixa no carro pois o mesmo não esta mais na minha cidade, já foi levado para o patio da seguradora.
    Desde já obrigada

    1. Bom Dia!
      De fato a exigência do pagamento do IPVA tem sido a prática das seguradoras, conforme pode verificar pelos demais comentários aqui no blog.
      Minha orientação tem sido pagar e buscar restituição posterior, devido ao tempo de tramitação de processos via judicial, mas compreendo seu quadro.
      Nesse caso oriento a buscar um colega de sua região para que busque a declaração de inexigibilidade do IPVA 2017.

  27. boa noite , sou taxista na cidade de Poá SP meu ultimo carro foi roubado e estou comprando um carro ano 2012 com o IPVA ja pago , mas como taxista sou isento desse imposto ,sera q consigo o ressarcimento desse imposto até pq prometi para o antigo dono q tentaria ver se conseguiria devolver esse valor para ele.

    Responder

  28. Olá boa noite, tive um sinistro em dezembro de 2015, a seguradora me disse que meu carro deu indenização integral, mais negou a indenização, só que o carro ta financiado não tem como dar baixa no detrans sp, só que o carro ta parado desde então, paguei o ipva 2016 , tenho que quitar o carro para pedi a restituição o ipva, como posso prova que o carro ta realmente parado desde 2015?

  29. Boa tarde! Meu carro foi roubado em janeiro e em fevereiro recebi a indenização do Seguro. Essa restituição do valor do IPVA é possível mesmo após o recebimento de indenização? Sou do Rio de Janeiro.
    Att, Carina

      1. Boa noite, Fernanda! O meu caso é igual a esse. A seguradora me indenizou em dinheiro. Já tinha pago IPVA integral. A seguradora deve me ressarcir desse IPVA, pois sei q ela vendeu meu carro em leilão? Obrigada. Cristiane

  30. Boa tarde.Fernanda.
    A restituição do IPVA para perda total só esta em vigor no
    Rio de Janeiro? São Paulo também contempla este benefício?

  31. Boa tarde, tive um sinistro com perda total e não tenho seguro, já quitei os débitos de ipva de 2017. O carro é financiado, então não consigo dar baixa no Detran RS. Posso solicitar a restituição dos 8 meses que não irei utilizar o carro em 2017? e posso solicitar a isenção de pagamento de ipva dos próximos anos já que não conseguirei dar baixa até quitar o veículo com a financeira?

    1. Boa Tarde!

      Nesse caso sugiro que faça o pedido de restituição dos valores de IPVA e isenção dos futuros administrativamente – ou seja – direto com o DETRAN.
      Ocorrendo a negativa, ingresse judicialmente com o pedido, anexando a negativa do DETRAN e todos os documentos que comprovam o sinistro e principalmente, a perda total.

  32. OLÁ, MEU CARRO FOI INCENDIADO NO DIA 25/12/2015, NO MESMO DIA FIZ O BOLETIM DE OCORRÊNCIA. AGORA VERIFIQUEI QUE EXISTEM DÉBITOS DE IPVA DO CARRO QUE NÃO EXISTE MAIS, DEPOIS FIQUEI SABENDO QUE PRECISAVA EFETUAR A BAIXA DO VEICULO. AGORA EXISTEM 2 PAGAMENTOS DE IPVA PARA SEREM FEITOS. GOSTARIA DE SABER SE ISSO REALMENTE É DEVIDO, E SE EXISTE ALGUMA COISA QUE PODE SER FEITA PARA ANULAR ESSA COBRANÇA.

    OBRIGADO PELA ATENÇÃO

  33. olá,
    tive um carro roubado no dia 13/04/2017, o mesmo acabou dando pt, CONSTATADO HOJE DIA 08/05/17 .
    A seguradora quer descontar o valor do IPVA, SENDO QUE O MESMO NÃO SE ENCONTRA VENCIDO, PLACA COM O FINAL ZERO, ESSE VALOR É DE FATO DEVIDO A SEGURADORA?

  34. Bom dia! E no caso de indenização pela seguradora por perda total por colisão. Paguei o IPVA para o ano todo. O meu veículo foi considerando perda agiar em maio. A seguradora, com certeza vai vender o meu veiculo. A pergunta: Além da indenização a seguradora deve me devolver de forma proporcional a diferença do IPVA?

  35. No Estado do Tocantins a Secretaria de Fazenda pede a cópia do Comprovante(s) de pagamento do IPVA. Não a tenho, porém, se o documento do veículo sinistrado foi emitido, pressupõe que o IPVA foi pago. E se fosse o caso de um veículo roubado juntamente com os seus documento, né?

  36. Bom dia. No meu caso, eu não tinha seguro. O carro foi furtado dia 13/04/17 e encontrado recuperado todo amassado dia 22/04/17. Talvez não consiga arrumar esse ano, pois estava financiado e o prejuízo foi enorme, se tivesse seguro era perda total, pois amassou teto, portas, parachoques, suspensões, rodas, caixa de ar, vidros, airbags, entre outras coisas mecânicas. Se eu provar que o veículo está impossibilitado de andar e chegar no fim do ano da mesma maneira, consigo restituição parcial do ipva? Obrigado.

    1. Boa Tarde!!!
      Conseguirá se provar que o carro deu perda total/ que não tem condições de ser recuperado, pois nesse caso terá como pedir a baixa do chassi no DETRAN e então conseguir ressarcimento do tributo.

  37. Boa tarde!

    Sou do RS e sofri um acidente em Abril deste ano onde a seguradora deu perda total. Meu IPVA 2017 ja estava quitado.

    Encaminhei os documentos a secretaria da fazenda e eles me negaram a restituição alegando que o carro foi transferido pela seguradora para o estado do Parané, e que provavelmente vai recupera-lo. Me orientaram a pedir a restituição proporcional junto a seguradora que ficou com o carro.

    Cabe fazer este pedido? DE quem é a responsabilidade de me ressarcir de um Imposto que paguei para 12 meses e utilizei apenas 4?

    Obrigado desde ja.

    1. Olá! Você verificou a informação da transferência junto a seguradora? Não foi dado baixa do chassi, verifique com a seguradora. Se confirmado que a seguradora recuperou, cabe verificar com ela a restituição do tributo.

  38. Boa tarde! Fernanda já li pouco sobre esse mesmo assunto, mas pergunto, estou no interior de SP e após PT do meu carro fui ao um orgão da secretaria da fazenda em Bragança Pta, tbm me disseram que em caso de PT não tenho direito a restituir o IPVA, não tenho mesmo? Devo recorrer isso judicialmente? Tenho chance de ganhar? Obrigado.

    1. Boa noite! Nesse caso sugiro que procure um colega ai em SP que terá melhores condições de lhe auxiliar, verificando a legislação do Estado e entendimento dos juízes da região.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s