Acidente de trânsito: o que fazer

O trânsito dos dias atuais está cada vez mais agitado e é cada vez mais freqüente a ocorrência de acidentes de trânsito. Em alguns casos, por sorte, somente com danos materiais, ou seja, somente com avarias nos veículos dos envolvidos na colisão (amassados, arranhões, sinaleiras quebradas, … enfim). Prejuízos  facilmente reparados, se analisarmos que uma grave lesão ou até mesmo a vida de uma pessoa não podem ser reparados por qualquer quantia em dinheiro.

Nestes casos, acidentes somente com danos materiais, a preocupação se concentra na possibilidade de buscar junto ao responsável pela colisão a reparação do dano, o pagamento do prejuízo. Ou ainda, buscar se proteger de futura cobrança indevida pelo outro condutor/proprietário do veículo envolvido.

 Seguem algumas dicas de como proceder em caso de acidente no trânsito:

- busque juntar o maior número de dados e informações sobre o mesmo, para que posteriormente possam servir de prova numa eventual ação de reparação (figurando como autor ou até mesmo como réu).

- proceda  o registro do acidente, realizando Boletim de Ocorrência, devendo sempre certificar-se que as informações nele escritas conferem com a realidade dos fatos.

- é importante registrar (seja pela ocorrência ou por fotos) as condições da via, condições climáticas, velocidade aproximada dos envolvidos,  vizibilidade, danos causados nos veículos, possíveis marcas na pista, sinalização da via, data e horário do acidente,  etc.

- busque informações junto às pessoas que estiverem no local, questionando-os sobre a possibilidade de servirem como testemunhas em futuro processo judicial, se necessário. É importante que você obtenha nome completo, telefone e endereço, e se possível, nº do CPF destas pessoas, com o intuito de localizá-las futuramente.

- é importante anotar os dados do condutor do outro veículo envolvido na colisão (nome completo, endereço, telefone e CPF), bem como placa do veículo envolvido. Verifique se o mesmo é também proprietário do veículo e se possui seguro.

- se for possível, realização de levantamento topográfico

- em caso de processo judicial que busca a reparação de danos, será necessária a realização de, no mínimo, três orçamentos em locais diferentes.

- em caso de conserto do veículo, guardar também Nota Fiscal do serviço prestado e das peças substituídas, sendo mesmo assim, interessante a realização prévia dos três orçamentos.

- se você suspeita que o outro condutor está alcoolizado, procure com que ele faça algum teste ou busque que o policial ou agente de trânsito registre esta informação.

 - caso você acione seu seguro e não seja o responsável pela colisão, você pode buscar o reembolso da franquia paga ao seguro. Cabe destacar que se você não for o responsável pelo acidente, não deve assumir a responsabilidade com o intuito de acionar seu seguro mediante comprometimento da outra parte em pagar a franquia. Além de se configurar fraude, você pode arcar com prejuízos dos quais você não é responsável.

 Estas são algumas dicas e procedimentos que você deve adotar caso se envolva em um acidente de trânsito. Porém o ideal é evitar que isto ocorra observando as normas de trânsito e dirigindo sempre com cautela e de forma defensiva.

About these ads

One thought on “Acidente de trânsito: o que fazer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s